Mensagens

Leasing, Factoring e Capital de Risco

Imagem
1. Supõe que desejas adquirir um automóvel que custa 25.000 €. Identificaste o leasing como boa opção de financiamento e desejas pagar a viatura em 48 meses.
Determina (faz print screen) a (a) entrada inicial (Sugestão: 5.000 €), o (b) valor do aluguer mensal e o (c) valor residual (Sugestão: 1.000 €).




2. Caracteriza o leasing.

R: O leasing significa  ceder a posse por arrendamento ou aluguer, ou seja  é uma modalidade de financiamento através da qual a Caixa Leasing e Factoring (locadora) adquire um bem (móvel ou imóvel) e cede o seu uso temporariamente a uma entidade (o locatário) mediante o pagamento de uma renda periódica.


3. Refere as vantagens do leasing relativamente a outras alternativas de financiamento.

R: Relativamente às outras alternativas de financiamento, o leasing beneficia as isenções de impostos. Os fabricantes geralmente pagam poucos impostos, beneficiando destas isenções. As empresas financeiras pagam impostos elevados, contra os quais os bens de capital criam isen…

Poupança e Investimento

1. Justifique porque o conteúdo poupança foi abordado conjuntamente com o investimento.

R: A poupança das famílias e das empresas constitui a maior fonte de financiamento dos investimentos.


2. Refira o efeito da facilitação do crédito nos anos 90, sobre a taxa de poupança da sociedade portuguesa.

R:  Na adesão ao CEE a taxa de poupança diminui devido às pessoas terem escolhido a opção de não poupara, o mesmo aconteceu nos anos 90 devido o acesso do cartão de crédito e à adesão ao Euro.

3. Identifique uma opção de poupança perigosa e sem qualquer rendimento.

R: Uma das formas de poupança sem qualquer rendimento e o entesouramento que é uma forma de investimento que não cria riqueza.

4. Identifique o destino de poupança mais comum.

R: O destino de poupança mais comum é a aplicação financeira.

5. Identifique a aplicação da poupança que contribui para o aumento da capacidade produtiva.

R: A aplicação de poupança que contribui para o aumento da capacidade produtiva é o investimento

6. Expl…

Revisões

II Como exercício de revisão da matéria leccionada no Ponto 6. Rendimentos e repartição dos rendimentos, sugere-se uma apresentação com 10 slides. Destes:
5 apresentando conceitos fundamentais5 indicadores da desigualdade na repartição de rendimentos, comparando Portugal com outros países da UEhttps://docs.google.com/presentation/d/1C7PENsdXoGMjrdpUApFL-E7eWu-JtKBFkpJGEG0Y9IY/edit?usp=sharing

Desigualdades na repartição dos rendimentos em Portugal e na UE

1. Distingue pobreza de privação material. Recorrendo à imagem no início deste post calcula quantas pessoas são afectadas pela (a) pobreza; (b) pela privação material; (c) por ambas as situações.

R: A pobreza é quando o rendimento por adulto se encontra abaixo de 60% da mediana de rendimento por adulto do país. A privação social é a intensidade laboral per capita muito reduzida, de famílias que trabalham em média menos de 20% do tempo de trabalho possível.
    a) 80 milhões
    b) 40 milhões
    c) 120 milhões

2. Refere o subemprego como factor explicativo da pobreza.

R: O subemprego indica que o individuo ou agregado familiar trabalha muito pouco ou seja tambem recebe pouco o que pode não ajudar a sustentar-se, por isso o subemprego pode ser um factor explicativo da pobreza.

3. Identifica os grupos sociais que correm maior risco de pobreza e exclusão social.

R: Os grupos sociais que correm maior risco de pobreza e exclusão social são

4. Indica os cinco países da EU com (a) mais e (b)…

Rendimento disponível dos particulares - 2018

1. Distingue rendimento pessoal de rendimento pessoal disponível.

R: O rendimento pessoal é o total de receitas ou dinheiro recebido por um individuo ou por uma família durante um determinado tempo. O rendimento pessoa é o que o individuo ou as familias têm para gastar.

2. Distingue impostos directos de impostos indirectos.
R: Os impostos directos são os que dirigem-se a um sujeito com capacidade de contribuir para o Estado, pressupondo a existência de uma pessoa, de um património ou de um rendimento como por exemplo o IRC,IRS e o IMI.  Os impostos indirectos tributam a despesa como o IVA e o ISP.

3. Distingue as contribuições para a segurança social dos impostos.
Os impostos constituem a principal fonte de financiamento do Estado, as contribuições para a segurança social  têm uma finalidade específica que não são incluídas no Orçamento de Estado, mas sim,  geridas pela segurança social .

4. Explica porque motivo a despesa em bens não duradouros é a parcela mais estável do consumo.

R:…

A redistribuição dos rendimentos

1. Entre as receitas públicas, identifica e justifica:
a) A que agrava o volume da dívida; R: Receitas creditícias pois resultam da contracção de empréstimos.
b) A que pode significar redução da actividade do Estado na economia; R: Receita patrimonial pois quando o Estado vende bens ou património, essas operações não são impostas, mas sim negociadas com os particulares.
c) A que deverá ser utilizada para financiar despesas correntes. R: Impostos pois os restantes reconhecem-lhe o direito de lhes subtrair recursos para que realize os objectivos com os quais se comprometeu.

2. Distingue políticas fiscais de políticas sociais.

R: A política fiscal traduz-se na criação de impostos sobre bens, serviços e rendimentos, por exemplo.
    A política social tem como finalidade atenuar as desigualdades sociais existentes entre os cidadãos, garantir igualdade de oportunidades, o acesso a meios que permitam a satisfação das necessidades básicas e prevenir situações de pobreza.

3. Explica em que con…